VIVER – Serviços Psicológicos é uma organização de sociedade civil privada, de interesse público, sem fins lucrativos, com o objetivo de prestar serviços gratuitos à comunidade, promovendo a saúde mental dentro do enfoque psicanalítico. Considerada o braço social do ESIPP, e contando com aporte material e profissional da Instituição, VIVER foi fundada em março de 2008 e oferece núcleos de estudo, pesquisa e atendimento psicológico diferenciado, utilizando o aporte teórico-técnico da Psicoterapia Breve Psicanalítica.

Núcleo de Pais
Um espaço para trocas sobre questões relacionadas a dificuldades a lidar com filhos, questões que envolvem as funções paterna e materna.
Equipe: Denise Avila (Coordenadora) e Heloísa Coutinho.

Núcleo de Adoção

Este núcleo surgiu da vontade de estudar a complexa temática da adoção e das relações pais e filhos relacionadas a este contexto.

O atendimento será em formato de psicoterapia breve e ainda está sendo estruturado pelos membros do núcleo.

Equipe: Julia Pimentel (coordenação), Nádia Marques, Natália Tubino, Eduarda Lauryn.

Núcleo de Idosos

Na atualidade, observa-se cada vez mais o idoso presente na cena social, com maior expectativa de vida e se recusando estar à margem da sociedade. Os papeis esperados já não estão mais definidos em termos de idade e, sim, em termos de projetos de vida individuais. Contudo, os sentimentos despertados nesse momento evolutivo atravessam aspectos realísticos e estressores, relativos à finitude, limites, perdas, solidão, privações e dúvidas.

Nesse contexto, o Núcleo de Idosos possui o objetivo de compreender e aprofundar o funcionamento psíquico na velhice a fim de ajudar pacientes a lidar com emoções e conflitos pertinentes a essa etapa de vida.

Os atendimentos são feitos em até 12 sessões, na frequência de uma vez por semana, seguindo a técnica de Psicoterapia Breve Psicanalítica (PB).

Equipe: Andrea Esbroglio (coordenadora), Eduarda Lauryn Manoel Soares, Jaquelini Scartezzini e Letícia Rocha.

Núcleo de Compulsão Alimentar e Obesidade

Este núcleo é um espaço psicanalítico de estudo e de atendimento em psicoterapia breve individual para pessoas portadoras de compulsão alimentar e/ou obesidade. Nosso objetivo é proporcionar aos pacientes um lugar seguro de escuta onde possam falar de suas dores psíquicas e sobre seu relacionamento com a comida. Os atendimentos são individuais em até 15 sessões.

Nossa equipe é formada pelos psicólogos: Lusiêni Diel (Coordenadora), Angélica Souza, Alessandra Denardin, Claudio Louzada, Graziela Amaral, Gabriela Prestes, Jéssica Antunes, Letícia Rocha, Vanessa Resende.

Núcleo do Luto

O Núcleo de Luto iniciou seus estudos no ano de 2016 com o intuito de reunir psicólogos para estudar mais profundamente a temática do luto. Além de estudarmos, o núcleo compreende a importância de oferecer a população acolhimento e um espaço seguro para falar sobre tamanha dor e sofrimento. Desta forma, são oferecidas 12 sessões terapêuticas para pacientes que estejam enlutados e necessitando de auxílio psicológico para lidar com as perdas. Os atendimentos são focais e individuais, destinados a adolescentes e adultos.

Equipe: Caroline Farias (Coordenadora), Alessandra Denardin, Cristina Baldissera, Cristiane Farias, Karen Lima, Lunara Martins, Matheus Batista, Patrícia Lenhart, Renata Teixeira, Vanessa Resende.

Núcleo de Diversidade Sexual

Este espaço surgiu do desejo de estudar e compreender melhor as dissidência sexuais. Oferecemos um espaço seguro de acolhimento para pessoas LGBTQIA+ através do atendimento em psicoterapia breve. Tendo em vista que esse é um público que muitas vezes lida com preconceitos no meio familiar e social, ter um espaço seguro para falar sobre o que dói pode ajudar. Os atendimentos são de até 15 sessões.

Equipe: Gabriela Assis Brasil (Coordenadora), Bruna Trus, Carolina de Araújo, Gabrieli Prestes, Mariana Garcia, Rafaela ZanelaRenata Teixeira, Vanessa Resende.

Núcleo de Relações Mães e Filhas

Este núcleo tem como fio condutor o desejo em aprofundar o estudo das particularidades das relações entre mães e suas filhas, seus conflitos e destinos possíveis no campo da feminilidade.

O atendimento, que poderá ter até 12 encontros individuais, é destinado à mulheres que identifiquem em si sofrimento emocional vinculado à relação com sua mãe e/ou filha(s) com o objetivo de acolher demandas ligadas ao que é da ordem do feminino.

Equipe: Luana Francisco (coordenação), Carolina Sartoretto, Daisy Niemaia, Jéssica Antunes, Júlia Pimentel, Luísa Dall’agnol e Vanessa Maria Carbonera.

Núcleo de Psicoterapia Breve

O Núcleo oferece estudo da Teoria da Técnica em Psicoterapia Breve para os terapeutas do Viver e o público interno do Esipp, e atendimentos individuais, através de convênio, com o Clube União.

A Psicoterapia Breve Psicanalítica é uma técnica que possui objetivos e tempo limitados. Malan (1981) refere que o objetivo estratégico do tratamento é viabilizar que o paciente traga à consciência os conflitos emocionais, considerando-se que esses objetivos sejam passíveis de serem atingidos num espaço de tempo limitado. Para isso, terapeuta e paciente definem um foco a ser trabalhado. Para Fiorini (1987), o foco representa o eixo central na Psicoterapia Breve: ele é determinado pelo conflito atual e o conflito nuclear ligado às relações primitivas do paciente. O terapeuta em Psicoterapia Breve assume uma postura ativa, desenvolvendo uma atenção seletiva voltada para o foco.

A Psicoterapia Breve é um recurso de grande importância pela sua capacidade de proporcionar benefícios àqueles que não dispõem de tempo ou motivação para tratamentos prolongados. Assim, ela possui um papel social significativo à comunidade, abarcando uma maior assistência à saúde mental, pois possibilita um investimento financeiro mais acessível, comparado ao modelo de tratamento analítico tradicional, conseguindo atingir a população menos favorecida economicamente. E, sendo o instrumento teórico-técnico do VIVER, possibilita que os pacientes que procuram o Serviço possam ser atendidos dentro desta modalidade terapêutica.

Este núcleo é formado, atualmente, pelos psicólogos: Alessandra Bicca (coordenadora), Andrea Esbroglio, Angelica de Souza, Gabrieli Prestes, Luana Fialho, Lunara Martins, Matheus Batista, Natália Tavares, Vanessa Resende, e pela estagiária Karen de Lima.

——————————————————————————

Além destes espaços em funcionamento, o VIVER está aberto para proposta de outros núcleos de estudo, pesquisa e atendimento psicológico.

Coordenação Geral: Alessandra Bicca e Larissa Ullrich
Supervisoras: Suzana Notti e Nadia Marques