QUEM FOI MARGARET MAHLER

Margaret Mahler nasceu em Sopron, na Hungria, no dia 10 de maio de 1897. Foi a primeira filha de uma família judia, seu pai era médico e sua mãe dona-de-casa.
Quando Mahler tinha 4 anos, sua irmã nasceu e a mãe, que já era pouco envolvida com os cuidados maternos para com ela, ficou ainda mais distante. Durante sua infância foi cuidada pelo pai e foi ele quem a encorajou a estudar.
Mahler se desenvolveu com poucos cuidados materno, casou-se e não teve filhos. Embora sua vida tenha essas peculiaridades, a contribuição mais significativa dela para a Psicanálise foi sua pesquisa sobre o processo de separação-individuação que ocorre nos primeiros anos da vida do bebê. Formou-se em Medicina em 1922 e mudou seu foco de interesse da pediatria para a psiquiatria. Mahler foi uma das maiores observadoras Psicanalítica trazendo inovação para a Psicanálise da época com o tratamento tripartite, onde a mãe tinha participação ativa no tratamento da criança. Tornou-se referência no cenário internacional como uma importante autora da psicologia do ego e de teorias psicanalíticas do desenvolvimento infantil. Juntamente com Anna Freud, fundou o primeiro centro de tratamento para crianças em Viena. Em 1936 mudou-se para os Estados Unidos fugindo da perseguição nazista e permaneceu em Nova York até sua morte em 2 de outubro de 1985. .

Autora: Gabriela Ferreira, membro efetivo do ESIPP.