É TEMPO DE SE REINVENTAR!

E de uma hora para outra tudo mudou! De uma hora para outra o vírus, o tal corona, cuja a existência havia sido revelada no fim do ano passado e que já vinha assolando outros países, chegou no Brasil. Quando percebemos, ele estava no Rio Grande do Sul, mais rápido do que imaginávamos. Havia os que diziam que ele apareceria por aqui só no inverno. Ledo engano pois ele chegou em pleno verão, na volta das férias, quando praticamente tudo estava iniciando.

E o ESIPP estava iniciando! Nossa aula inaugural aconteceu, como de costume, todos juntos, aglomerados (essa é a palavra do momento), no auditório, a vida ainda seguia normal. Alguns já estavam assombrados com o tal corona, outros nem tanto. Muitos estavam revendo-se após as férias, muitos trocaram abraços, beijos, outros já evitavam essa aproximação.

Na semana seguinte começariam os seminários. Na semana seguinte escolas fecharam, empresas e órgãos públicos passaram a trabalhar por home office, lojas e restaurantes pararam de funcionar… Na semana seguinte tudo parou, a vida que tínhamos parou! E o ESIPP como fica no meio disso tudo? Nosso curso sempre foi presencial, seminários com alunos em sala de aula, compartilhando chimarrão, intervalos com direito a conversa na secretaria, a cafezinho, a lanche na cozinha, a bate papo ao pé do ouvido… o “aprochego” nas quartas e sábados de seminário é garantido!

Tudo na nossa instituição parte do princípio que a presença física é fundamental, as supervisões, os atendimentos, as reuniões, tudo é presencial. E agora? O ESIPP para suas atividades, em função da existência dessa ameaça invisível e tão perigosa? Não! O ESIPP não para! O ESIPP se reinventa! De um dia para o outro, e foi literalmente assim, o ESIPP inicia seminários online. O primeiro seminário de quarta aconteceu no dia que já estava marcado, só que agora virtual. Coordenadores de seminários, professores auxiliares, monitores, alunos, coordenação de ensino, todos juntos, cada um na sua casa, numa força tarefa para fazer acontecer, e deu certo! Pronto, as quartas e sábados de seminários na nossa instituição já estava protegida e protegendo todos desse tal corona!

Aos poucos essa nova modalidade foi tomando conta, reuniões de núcleo, supervisão, tudo começou a acontecer virtualmente. Em poucos dias nossa sede fechou e nosso serviço de atendimento abriu a possibilidade dos terapeutas atenderem online, se assim fosse possível e, caso não fosse que levassem seus pacientes para seus consultórios durante este período. Pronto, terapeutas, pacientes e seus tratamentos também estavam protegidos. Com a casa fechada sem mais pacientes e membros da instituição circulando por lá, secretárias e funcionários não estariam mais expostos a esse inimigo invisível. Nossa secretaria pode seguir com as atividades em home office, protegendo o funcionamento da nossa instituição.

Tudo andando, instituição com a sede fechada mas funcionando, tudo certo? Não! Coordenação, membros efetivos, membros associados, estagiários, todos querem mais, querem seguir reinventando e inventado uma moda que nunca pensamos que seria a nossa. Dessa forma aconteceu o primeiro ESIPP Conectado, o segundo… Será que cursos virtuais e “lives” virarão hábito nas nossas redes sociais? Não sei, isso só o tal corona dirá!

E assim o ESIPP e nós, membros dessa casa, seguimos e seguiremos se reinventando a cada dia, descobrindo outras possibilidades de existir, compreendendo que pode até não ser a melhor forma, mas na situação atual é a forma possível para continuarmos existindo.

Autora: Themiz Constantino – Membro Efetivo do ESIPP, coordenadora do Núcleo de Acompanhamento de Alunos e integrante da Coordenação de Ensino.